top of page
Buscar

Instituto Fênix participa do Ativar Piedade


A vontade coletiva de transformação da arte e na cultura da paz no Morro da Piedade, resultou na realizacão do projeto “Ativar Piedade”. Apesar de toda sua tradição e importância cultural, historicamente o bairro vivencia confrontos ligados a violência urbana, que tem feito vítimas e provocado uma constante evasão de moradores.” Assim, a proposta foi criar um circuito de pinturas que envolvem trinta fachadas de casas e dois espaços de convivência, pontos situados onde ocorreram os conflitos.


No sábado (03), os alunos do Instituto Fênix se uniram à causa e subiram a Piedade para participar do circuito de pinturas. Com pincéis e tintas, juntaram o amor e o conhecimento sobre a arte e arregaçaram as mangas para ajudar essa ideia de propósito tão bonito.


O intuito do projeto é promover um resgate da essência e identidade do bairro Piedade em Vitória, como resposta ao problema da violência que assola a comunidade.

A proposta vem sendo realizada a partir da parceria entre a Cidade Quintal, a Árvore Casa das Artes e o Movimento Comunitário da Piedade, apoiado pelo edital Territórios Criativos da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-ES) e Intercores.


Histórico

Em 2019, devido a ataques incendiários a casas de moradores, houve um intenso processo de evasão de famílias que saíram do bairro,

deixando o vazio e o medo nesses espaços.

Esta intervenção urbana acontece justamente nas áreas afetadas por esse problema e está mobilizando a comunidade a transformar a paisagem do bairro.


Elaboração e execução do projeto


A execução do projeto teve início em dezembro de 2020, com um processo de imersão na comunidade que se deu a partir de vivências no local, entrevistas com moradores e estudos sobre a história do bairro. Nesse período, jovens moradores foram convidados para compor a equipe de pintura, a partir de uma chamada aberta no bairro.

Em janeiro deste ano, foi realizada uma trilha de formação da equipe local de pintura, que incluiu visitas guiadas aos projetos da Cidade Quintal, atividades de criação e treinamento técnico.

Na sequência, foi iniciado o processo colaborativo de criação, tendo como base os relatos coletados na etapa de pesquisa, que passou pela discussão sobre os principais temas a serem trabalhados até a linguagem visual.

Foram priorizados três eixos principais, “ Paz na Piedade” , “Nascente” e “Histórias para educar”, que correspondem a cada trecho das pinturas imersivas que envolvem paredes, pisos e escadarias.


A pintura


No mês de maio foi finalizado o trecho Nascente, que retrata tanto as nascentes presentes na área verde do morro, como o nascimento e a presença marcante de parteiras e benzedeiras na história do bairro.

O projeto segue sendo executado e está previsto para acontecer até este mês de julho.















Комментарии


bottom of page