CURSOS

CURSO PÓS GRADUAÇÃO E FORMAÇÃO EM ARTES PLÁSTICAS


LISTA DE ESPERA PARA A PRÓXIMA TURMA em 2019 - CLIQUE AQUI

OBJETIVOS
Inserir o candidato no universo da arte;
Oportunizar o conhecimento, o aprendizado e o aperfeiçoamento em diversas linguagens artísticas;
Nutrir no aluno a busca pela primazia do fazer;
Apresentar um leque amplo de noções básicas em teoria da arte;
Introduzir o participante no que tangencia o debate acerca da arte;
  
PÚBLICO ALVO
São bem-vindos candidatos com ou sem experiências ou habilidades prévias no campo artístico. Ao elaborar nossa metodologia, tomamos todos os cuidados para proporcionar ao aluno, tanto que ele possa se iniciar nas práticas e nos pensamentos artísticos conosco, quanto para aperfeiçoá-lo em suas aptidões e atualizá-lo em seus conhecimentos. O curso destina-se a pessoas que tenham o desejo de aprender mais sobre o encantador universo das artes plásticas e suas diversas manifestações.

NOSSOS DIFERENCIAIS 
Uma Instituição de Ensino Capixaba desde 2004, que constrói com você uma relação de confiança e amizade, porque trabalhamos incessantemente para oferecer um serviço personalizado com a seriedade e excelência. Aqui você poderá contar com:

  • Ambiente Acolhedor: nosso ateliê é pensado para as atividades que serão realizadas. 
  • Você não é um número: nossa equipe é treinada e tem a maior satisfação - da zeladora à diretora - em dar atenção individualmente à suas demandas. Somos uma família.
  • Apoio institucional: aqui nós temos várias oportunidades de estágio com parcerias em diversas áreas. Além disso, você poderá contar com o nosso apoio para firmar nova parceria caso nenhuma delas atendam você.
  • Orientação e Supervisão: dentro do seu curso você contará sem custos adicionais com a Supervisão Individual do seu estágio e com a Orientação Individual para elaborar seu Trabalho de Conclusão, desde a escolha do tema, métodos de realização, até a finalização.
  • Matriz Curricular Atual: nosso curso é dinâmico, ou seja, nosso programa é atualizado periodicamente, não apenas para seguir as tendências do mercado profissional, mas para estar sempre em conformidade com os parâmetros nacionais para a formação do profissional.
  • Os melhores profissionais estão aqui. Além de mestres e doutores, professores que conhecem a realidade do Artista profissional e ensinam de forma contextualizada.
  • GAVIVA (em breve): Alunos atuais e egresso poderão contar com uma área de vendas em nossa galeria virtual para venda e exposição de obras.
  • Produção: Nosso curso possui o diferencial de oferecer o aluno a possibilidade de frequentar o ateliê para produzir e finalizar trabalhos fora dos horário de aulas.
  • Mostra de Arte: Você poderá participar, ao final do seu curso, da nossa Mostra de Arte, que é um evento de encerramento, com o objetivo expor o trabalho do aluno, dando a ele visibilidade e o bônus curricular de ter participado de uma exposição coletiva com alunos e professores.
  • Semana Acadêmica: Anualmente realizamos este evento que tem como objetivo lançar os trabalhos dos alunos, sejam eles fruto de seu estágio, produção artística, projetos de extensão, novas propostas ou apresentação de monografia. Esse trabalho une estudantes de vários cursos e é uma oportunidade de dar visibilidade ao seu objeto de pesquisa.
  • Publicação: Como resultado da nossa semana acadêmica, os melhores trabalhos são selecionados para a publicação de um livro via a nossa editora própria.
  • Bônus Mil: O nosso aluno sempre poderá obter descontos especiais, além disso, até gratuidade em eventos e cursos 
  • Coffe Breaks: Nossos cafés são uma verdadeira tradição. Uma cortesia preparada com muuuito carinho. Quem estuda aqui sabe como levamos isso a sério. A hora do recreio é hora de festa, esse é o clima!
MATRIZ CURRICULAR   
 
DESENHO (Observação, Paisagem, Modelo vivo
Observar e desenhar, desenhar e observar, essa é uma das formas mais antigas de expressarmos o que vemos e ao mesmo tempo como vemos o mundo, nosso olhar acrescentado de técnicas que nos capacitem a transformar luz, forma e volumes em desenho. 
Muito mais do que aprender a "desenhar igualzinho", nossos experientes professores o ensinará a observar de forma cuidadosa, ver os detalhes mais insignificantes num primeiro momento, mas que ao final fazem uma enorme diferença, transformando sua percepção em arte. O Desenho de Observação é uma competência comum entre vários grandiosos artistas e exímios desenhistas do presente e do passado.
Aqui o essencial é a sua expressão, não tenha medo, você terá a oportunidade de aprender ou aprimorar sua arte de observar e desenhar utilizando-se das técnicas e procedimentos próprios dos artistas plásticos que encantaram o mundo com sua arte.
 
 COMPOSIÇÃO PLANAR
 Ao nos deparamos com um desenho, ou uma pintura, algo provavelmente vai chamar nossa atenção. Seja a harmonia de suas formas e cores ou até mesmo a sua desarmonia, muitas são as variantes que nos atraem. Como isso é desenvolvido ou pensado pelo artista parece-nos um mistério, combinar imagens, formas e cores, teria algum segredo? 
Uma coisa é desenhar um objeto isolado no meio do papel, outra coisa é desenhar vários os relacionando e harmonizando para criar um equilíbrio (ou desequilíbrio) interessante ao final. A composição é um conhecimento fundamental e largamente desconhecido pelo público geral.
Nos do Instituto Fênix levamos esse assunto muito a sério, pois é impossível dizer que um pintor que não sabe compor faz boas pinturas. É algo indisfarçável aos olhos! Em nossas classes os participantes aprendem a compor desenhando, em contato com materiais, criando de fato! Não acreditamos nos exercícios de recortar e colar papéis e revistas, geralmente praticados nas formações mais tradicionais. 
 
 COR: Conceito e Aplicação
 De Aristóteles a você, quem nunca parou para observar e se perguntar sobre o fenômeno da cor, ele teria sido o primeiro estudioso do assunto a formular uma teoria para as cores. Agora chegou a sua vez de revelar esses segredos: a percepção da cor, contraste, tom, saturação, luminosidade, a temperatura das cores, a composição das tintas, como entender e aplicar isso em seus trabalhos e pinturas.
A cor é um fenômeno físico e um elemento expressivo e simbólico de fundamental importância na linguagem visual, na natureza está distribuída harmoniosamente e inspira a nossa imaginação. Venha conosco! Vamos juntar e mexer as tintas de cores primárias para chegar às secundárias, mesclá-las novamente e novamente para atingir as terciárias e quaternárias.
Nada de preencher círculos cromáticos, no Instituto Fênix a dinâmica é outra! Usamos as cores na hora, em criações pessoais livres, enquanto um pintor profissional experiente nos fala sobre teoria da cor e tira nossas dúvidas individualmente.
 
AQUARELA
A aquarela é uma das mais tradicionais e antigas técnicas de pintura do mundo, nela os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água, por isso é um meio de expressão delicado e espontâneo, caracterizado pela transparência e leveza.
Assim como a pintura a óleo e a gravura, o trabalho em aquarela tem o seu próprio tempo, no entanto ela é menos densa e dramática, menos pesada. “Por trabalhar com água, a aquarela tira o peso do ato de viver e deixa aflorar a espiritualidade que o mundo tanto precisa.” (Iole di Natali, 1987)
Contudo – na correria do dia a dia – também vemos este material virar uma ferramenta extremamente versátil nas mãos de ilustradores e desenhistas. Requisitadíssima no desenho em técnica mista; ela cria facilmente contrastes interessantes de materialidade com os pastéis, com o carvão ou com o nanquim.
A formação que preparamos é especial! Capaz de conduzir o admirador da aquarela ao seu domínio prático e a sua aplicação. Aprenda os procedimentos corretos, os truques e os segredos desta técnica fantástica! Aguardamos por você em nosso ateliê.

ILUSTRAÇÃO EDITORIAL
A partir da experimentação gráfica livre, com diversas técnicas e materiais, a atividade desenvolverá alguns projetos de ilustração editorial. Também serão abordados temas como: a finalidade da ilustração, sua inserção no contexto e as técnicas possíveis de serem utilizadas além do desenho.

 HISTÓRIA DA ARTE 
 É fundamental para os amantes e praticantes das artes uma bagagem visual ampla e atualizada; é importante – Porque estimulante! – ver e conhecer a arte a de onde vivemos e de lugares distantes, do tempo presente e também do passado. 
Por isso, preparamos para você um show de imagens selecionadas e apresentadas por pesquisadores profissionais. Nosso Mini-curso de Historia da Arte engloba os seguintes temas: História da arte ocidental; História da arte oriental; Modernismo; Arte Contemporânea; História da arte no Brasil; História da arte na América Latina; e Revisionismo na história da arte.
O diferencial da formação desenvolvida pelo Instituto Fênix está na forma ampla de enxergar o assunto. Acreditamos que todos os povos e civilizações sentiram a necessidade vital de criar objetos notáveis: suas obras de arte. Um contraponto aos cursos mais tradicionais que em geral seguem uma noção estritamente ocidental do que é arte e do que deve ser o artista.
 
  IMAGINÁRIO E PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL BRASILEIRO
  Patrimônio histórico (português brasileiro) ou património histórico (português europeu) é um título conferido a um bem móvel, imóvel ou natural, que, reconhecidamente, possua valor inestimável para um Povo , uma sociedade, uma região, um povoado,ou, uma comunidade. O reconhecimento como Patrimônio Histórico se confere dada à característica única, ou, em virtude da combinação de vários fatores próprios ou singularidades: biodiversidade, ecossistema, estético, e também artístico, documental, científico, antropológico, religioso, histórico, espiritual e outros.
Nessa disciplina vamos explorar esse universo que diz muito sobre a artes e a cultura de nossa sociedade.

 FILOSOFIA DA ARTE
 Porque estudar filosofia da Arte?
Antes de quaisquer novas e inúmeras considerações sobre o ato de filosofar, é preciso antes de tudo saber o que é Filosofia. Afinal, não é possível viver com definições criadas por outros e utilizadas por todos. É necessário que compreendamos o que elas significam em nosso íntimo.
E na Arte não poderia ser diferente. A arte de todos os tempos e lugares atesta para além de suas representações expressivas, um “modo vivendis” de um povo; de uma cultura; de uma nação. Para se fazer Arte é preciso pensar ARTE! Perceber e sentir ARTE! Quem não reflete sobre seu fazer não possui identidade criativa e, conseqüentemente, nunca saberá de suas reais possibilidades!
Pensar o impensado; experimentar o improvável; dar voz ao inanimado. Romper barreiras! É exercer a criatividade fazendo da própria vida sua maior ARTE!
 
  LEITURA DE PORTIFÓLIOS 
  (Orientação Profissional)
  Imagine poder contar com uma consultoria especializada para a sua produção artística. Receber um parecer direto de um conhecedor de arte com vasta experiência institucional, mercadológica e de colecionismo. Pois bem, o Instituto Fênix traz mais isso para você! 
Desde orientações e ideias de desdobramentos plásticos e poéticos para suas criações, até dicas de como preparar um bom portifólio. Nosso especialista lhe mostrará referências, sugerirá novos materiais, apontará suas qualidades e lhe dirá ainda o que fazer se aperfeiçoar. Galerias, colecionadores, estúdios de design, editoras, editais de incentivo a cultura representam, compram, contratam, publicam e contemplam somente as produções que eles podem ver. Venha e aprenda a mostrar seu trabalho da forma mais adequada!
Prepare seu portfólio! Separe fotografias de seus trabalhos maiores ou que não podem ser trazidos, ponha os desenhos em uma pasta. Conte-nos também sobre seu processo criativo, pois tudo isso será visto e escutado atenciosamente.
 
FABRICAÇÃO DE TINTAS
É possível produzir suas próprias tintas! A proposta do Laboratório de Tintas é trazer um pouco desse conhecimento ao aluno através de um contato direto com os elementos componentes: que são matérias primas para fabricação artesanal das mesmas.
Você pode estar se perguntando: por que fazer tinta com tantas disponíveis no mercado? Ora; não estamos falando disso. Estamos oferecendo aqui, um mergulho na cozinha da pintura, onde você irá experimentar técnicas tradicionais, usadas desde tempos medievais, cujos processos de produção são específicos desse fazer manual, portanto impossíveis de serem industrializados; estamos falando das Têmperas! Imagine quão precioso será ter a experiência que nos coloca em contato com a técnica utilizada por Volpi, e por outros grandes mestres, preservando conosco esse conhecimento.
Assim, dentro desta categoria, teremos oportunidade de conhecer, fabricar e experimentar os processos de três técnicas específicas: Vinílica, Caseína e Tempera Ovo. Teremos oportunidade também de aprender a fazer uma boa base de imprimação, que será necessária para a preparação dos suportes que irão receber a pintura. Esperamos vocês para essa experiência singular, que irá aprofundar nosso conhecimento e trazer uma conexão maior com o fazer artístico.

PINTURA
A pintura refere-se genericamente à técnica de aplicar pigmento em forma pastosa, líquida ou em pó a uma superfície, a fim de colori-la, atribuindo-lhe matizes, tons e texturas.
Em um sentido mais específico, é a arte de pintar uma superfície, tais como papel, tela, ou uma parede (pintura mural ou afrescos). Devido ao fato de grandes obras de arte, tais como a Mona Lisa e A Última Ceia, do renascentista Leonardo Da Vinci, serem pinturas a óleo, a técnica é historicamente considerada uma das mais tradicionais das artes plásticas. Com o desenvolvimento tecnológico dos materiais, outras técnicas tornaram-se igualmente importantes como, por exemplo, a tinta acrílica. É sobre os problemas e soluções da pintura que vamos tratar nessa disciplina.

GRAVURA
Original e artesanal, palavras que definem a gravura. Uma técnica artística na qual é possível imprimir várias estampas originais (quase idênticas) de uma mesma matriz confeccionada artesanalmente. Por meio de desenhos riscados, sulcados ou feitos por cortes em uma superfície (geralmente madeira, emborrachado ou metal) se produz um carimbo que é chamado matriz – dele se obtém as gravuras. Imaginar seu desenho impresso através dessa técnica tão antiga parece impossível, mas fique tranqüilo! Estamos aqui para ensinar o caminho.
Um processo é minucioso. Começa no pensar a imagem, desenhá-la, escolher em qual material será gravado, quais ferramentas utilizar e ainda em que papel imprimir, isso demanda conhecimento e tempo. Contudo a gravura é generosa, as qualidades das tintas gráficas e dos papéis especiais logo nos trazem resultados de extrema beleza.
Nossa intenção é despertar seu interesse e levá-lo a buscar cada vez mais do aprimoramento na execução de seus trabalhos. A gravura artística é um conhecimento infinito.

SERIGRAFIA  
Também conhecida como Silk-screen essa técnica possibilita ao artista imprimir estampas em superfícies planas, utilizando-se para tanto de uma matriz serigráfica, tinta e um rodo de borracha especial. Trata-se de um método de impressão muito comum, visto que a maior parte das estampas das roupas que usamos é feita assim. Embora poucas pessoas saibam da sua existência.
A aplicabilidade é enorme, normalmente você pode utilizar a serigrafia em camisetas, bolsas, papeis e sobre tela. Para mensurar a importância da serigrafia na história da arte ocidental, é importante lembrar, por exemplo, que a arte moderna estadunidense teve dois alicerces, um era o expressionismo abstrato (pintura) e o outro foi a Pop art – do Andy Warhol – feita em serigrafia, quase que exclusivamente.
O processo de impressão é meticuloso e a qualidade depende de diversos fatores, mas tudo isso será explicado e praticado em nossas aulas. Você aprenderá uma gama de possibilidades técnicas no uso da “Silk”, ampliando em muito seu horizonte pessoal e artístico.

XILOGRAVURA
De origem chinesa, essa antiga técnica artística consiste em entalhar um desenho em uma taboa de madeira, removendo algumas partes – para que não peguem tinta – e preservando outras – que de fato serão impressas. Na xilogravura não existe o meio tom, os nuances possíveis são criados sempre de forma rojada, demandando extremado domínio técnico do artista.

Essa técnica é muito popular no Nordeste brasileiro principalmente na literatura de cordel. As possibilidades da utilização dessa arte são imensas e sua a capacidade de expressar pensamentos e ideias se torna plural e muito original. Certamente esse é o motivo pelo qual a xilogravura teve importância central no desenvolvimento da arte moderna brasileira. Muitos foram os mestres que habitaram nossas terras.
Este peculiar processo em que, por exemplo, o desenho entalhado ao ser impresso é sai ao contrário (espelhado) é mais facilmente assimilado quando contamos com gravadores experientes nos acompanhando. É como fazemos aqui no Instituto Fênix.

 PLÁSTICA TRIDIMENSIONAL
 Vivemos, de fato, em um mundo tridimensional. O que vemos à nossa frente não é uma imagem plana, tendo somente comprimento e largura, mas um espaço com profundidade física, a terceira dimensão. Qualquer objeto pequeno, leve e próximo pode ser pego e girado em nossas mãos. Cada movimento do objeto mostra um formato diferente porque a relação o objeto e nossos olhos foi modificada. È na mente humana que o mundo tridimensional ganha o seu significado. Entendendo esse conceito podemos explorar os universos de diversas linguagens com propriedade e profundidade.

 CERÂMICA
Que tal ter como matéria prima de suas obras a argila e poder sentir-se integrado a própria obra. Produzir objetos com essa técnica é uma experiência inigualável que queremos proporcionar para você. Venha conosco!
No básico reside o complexo! Preparar a argila; moldá-la; controlar gradualmente sua secagem; desbastá-la; raspá-la; polir sua superfície; e, por fim, queimá-la. Existe uma relação íntima que é mantida entre o artista e este material. Quem pratica sabe! O desenvolvimento das peças se dá de maneira surpreendente.
A palavra “cerâmica” vem do grego κέραμος: "argila queimada" ou κεραμικὀς (keramikós): “de argila”. Dos artefatos rudimentares mais distantes no tempo, aos babilônicos, persas, chineses, gregos, latino-americanos (pré-colombinos ou não), ingleses, italianos, Pablo Picasso e a cerâmica marajoara hodierna, muita coisa aconteceu estética e tecnologicamente. O que não mudou é que esta técnica continua a despertar encantamento em quem a produz e em quem a admira.

ESCULTURA 
Escultura é uma arte que representa ou ilustra imagens plásticas em relevo total ou parcial. Existem várias técnicas de trabalhar os materiais, como a cinzelação, a fundição, a moldagem ou a aglomeração de partículas para a criação de um objeto.
Vários materiais se prestam a esta arte, uns mais perenes como o bronze ou o mármore, outros mais fáceis de trabalhar, como a argila, a cera ou a madeira.
Embora possam ser utilizadas para representar qualquer coisa, ou até coisa nenhuma, tradicionalmente o objetivo maior foi sempre representar o corpo humano, ou a divindade numa forma antropomórfica. É considerada a quarta das artes clássicas.

 ESTAMPARIA
 O curso de Educação continuada em Estamparia Manual propõe o   desenvolvimento de padrões a partir de Trabalhos práticos, técnicas e materiais utilizados no desenvolvimento de ideias criativas para estampas exclusivas em tecido. A aparência final de um tecido, bem como sua adequação para um uso específico, está ligada a técnicas que compõem seu processo de produção, incentivando o aluno a desenvolver seu lado criativo em busca de um trabalho autoral.

 MOSAICO
 É uma linguagem de arte milenar, que nos remete à Antiguidade greco-romana, quando teve seu apogeu. Na sua elaboração eram utilizados diversos tipos de materiais.
A técnica do mosaico se resume à junção de pequenas peças de pedra, vidro, mármore e cerâmica (ou até mesmo conchas), utilizando-se argamassa, com a finalidade de formar desenhos e preencher com eles um piso, uma parede ou um suporte.

 FOTOGRAFIA
É essencialmente a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando-as em uma superfície sensível.  Atualmente, a introdução da tecnologia digital tem modificado drasticamente os paradigmas que norteiam o mundo da fotografia. Os equipamentos, ao mesmo tempo que são oferecidos a preços cada vez menores, disponibilizam ao usuário médio recursos cada vez mais sofisticados, assim como maior qualidade de imagem e facilidade de uso. A simplificação dos processos de captação, armazenagem, impressão e reprodução de imagens proporcionados intrinsecamente pelo ambiente digital, aliada à facilidade de integração com os recursos da informática, como organização em álbuns, incorporação de imagens em documentos e distribuição via Internet, têm ampliado e democratizado o uso da imagem fotográfica nas mais diversas aplicações. Vamos estudar sobre os rumos da fotografia atual e o que podemos fazer com ela.
 
 VÍDEO
O termo vídeo ganhou com o tempo uma grande abrangência. Chama-se também de vídeo uma gravação de imagens em movimento, uma animação composta por fotos sequenciais que resultam em uma imagem animada, e principalmente as diversas formas de gravar imagens eletronicamente em fitas (analógicas ou digitais) ou outras mídias (cartões de memória, discos etc.)
Estas formas de gravação e armazenamento de imagens  é o que vamos aprender nesta disciplina.
 
 ARTETERAPIA
 Por que inserir a Arteterapia dentro do curso de Formação em Artes Plásticas?
A Arteterapia tem o poder de trazer para o futuro artista um olhar apurado, uma maior percepção de si, do outro, de seu entorno e do mundo em que se vive. Se abrir a percepção é se abrir a outros entendimentos, outros olhares, é estar disposto a exercitar a sua criatividade.
A Arteterapia traz simbologia em seu conteúdo, uma outra linguagem indispensável ao futuro artista. Entender símbolos e perceber seus desdobramentos e influências em nosso dia a dia é essencial.  A simbologia tem muito a ver com a linguagem visual abordada nas artes e carece de um maior entendimento. A Arteterapia lida também com a questão fenomenológica e o mais importante, fomenta, desperta, incentiva no aluno/pesquisador/paciente a sensibilidade, a emoção que são fundamentais ao o exercício do ato criador, além dos benefícios diretos que nos levam ao auto conhecimento.
Penso que esses argumentos já são suficientes para justificar o primeiro contato com a Arteterapia dentro da Formação Livre em Artes Plásticas, visto que a Formação Livre em Artes Plásticas não objetiva só a criação do objeto artístico, mas também a dilatação do conhecimento, a amplificação da percepção e o exercício da criatividade, não só para a  produção do objeto de arte, mas para uma nova maneira de ser e estar no mundo.

CARGA HORÁRIA
Sábados de 8:30 às 18:00 / Domingos de 8:30 às 12:00
Duração Presencial: 16 meses 
Duração Total: 20 meses

CORPO DOCENTE
 

André Magnago (Representante do Curso)
É desenhista e gravador natural de Vitória, Espírito Santo. É graduado em Artes Plásticas pela UFES, instituição onde foi monitor das disciplinas de impressão, professor de litografia e hoje participa   do grupo de estudos Laboratório de Gravura. Realizou quatro exposições individuais e participou em mais de quarenta mostras coletivas nacionais e internacionais, entre elas bienais e salões de arte.
 
Maria Elena Isola  
Estudou na Academia Nacional de Bellas Artes"Prilidiano Pueyrredon", em Buenos Aires, com especialização em desenho.   Natural da Argentina, radicada em Brasil ha 15 anos , trabalhou como Professora na Oficina de Artes de Vitoria, em Projetos de Atas Habilidades , para a Prefeitura de Vitoria. Tambem administra aulas de Caligrafia , e Arte em Giz  na Celga e     Arte e Cia. E tem realizado numerosos trabalhos de pintura Mural na nossa cidade (C&C material de construção, Igreja Nossa Sra das Lagrimas na Serra, Hotel Serra Grande , Serra, etc.)
                                   
Júnior da Fonseca Bitencourt.  
O artista plástico  nasceu no ano de 1986, na cidade de Barra de   São Francisco - ES. Sua formação acadêmica se deu na   Universidade Federal do Espírito Santo, no curso de Artes Visuais. Sua trajetória foi marcada pela participação no grupo Célula de  Gravura; na Universidade em questão, haja vista que em 2002 o   artista apresentava uma inclinação para as linguagens de desenho e  gravura, produzindo um vasto trabalho com grafite, carvão   vegetal e papel. A participação neste grupo permitiu ao artista uma expansão na produção gráfica no campo da gravura e do desenho. Expôs em diversas galerias no Brasil e em coletivas de intercâmbio entre artsitas do Brasil, México e Japão nas cidades de Tijuana, Toluca e Mexcali (México).

Glícia Manso. 
Nascida no Rio de Janeiro é formada em Estudos   Sociais e Artes   Plásticas. Professora de Pintura durante 20 anos em   Vitória e   interior do Espírito Santo. É especialista em Arteterapia. Fundadora  da Associação de Arteterapia do Espírito Santo. Possui   título de mestrado em Educação.



David Ruiz
Doutor em Arte pela Universidade de Granada (Espanha) e formado em História da Arte e museologia pela mesma universidade. Atualmente é bolsista do Programa Nacional de Pós-doutorado (PNPD/CAPES), e professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Artes do Centro de Artes da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Suas linhas de pesquisa estão relacionadas com as mediações tecnológicas na arte e nos espaços expositivos, tendo realizado várias colaborações em exposições do Estado. 

Romilda Patez 
Artista plástica. Mestre em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo (2008), graduada em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Espírito Santo (2006). Sua formação ainda inclui oficinas com os grandes mestres gravadores Clébio Maduro, Rubem Grilo e Ernesto Bonato. Na pintura, frequentou cursos e ateliês particulares de  Attílio Colnago e Joyce Brandão entre outros. Com exposições individuais em Vitória e participações em coletivas nacionais e internacionais, suas obras estão presentes em galerias particulares, Showrooms de lojas de Desigh e em várias edições da Casa Cor ES, evento que reúne seleção de obras de arte, objetos de design e mobiliário assinado. Vive etrabalha em Vitória.

Karen Amorim
Pesquisadora e educadora, é graduada em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Espírito Santo e atualmente é aluna do programa de mestrado em Teoria e História da Arte da mesma universidade. Trabalhou como professora voluntária do Departamento de Teoria da Arte e Música na UFES. Sua pesquisa se concentra no uso da pintura como um meio da arte contemporânea e os processos de renovação dessa linguagem tradicional.


Filipe Antônio
Nascido em Vitória (1993), Filipe Antônio é licenciado em Artes Visuais (2017) pela Universidade Federal do Espírito Santo. Seus vínculos atuais com a universidade são: a pesquisa – no Grupo de Estudos: Laboratório de Gravura – e a docência – como professor da disciplina Serigrafia – ambos desempenhados no Departamento de Artes Visuais.  Ingressou também este ano no corpo docente do Curso Livre de Formação em Artes Plásticas do Instituto Fênix. Na serigrafia, sua especialidade é a matriz espontânea, técnica desenvolvida pelo capixaba Dionísio Del Santo. Filipe Antônio também tem experiências com a gravura em metal e com os processos experimentais da planografia.


Deborah Moreira
Natural de Vitória - Espírito Santo, nasceu em 1993 e é mestranda em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). É pesquisadora de arte e política na América Latina; possui experiência em curadoria, e em 2017 desenvolveu na Galeria Corredor a montagem e a curadoria da exposição Corpo-Manifesto.  Possui graduação em Artes Visuais pela UFES e atua também como artista; participou de exposições coletivas, em que mescla seu objeto de estudo a sua produção poética.

CERTIFICAÇÃO
O Certificado de Conclusão do Curso é válido em todo o Brasil e serve para várias finalidades: 

- Extensão universitária (horas extracurriculares);
- Enriquecer o seu currículo;
- Avaliações de empresas em processos de recrutamento e seleção;
- Avaliações para promoções internas nas empresas;
- Gratificações adicionais conforme plano de carreira;
- Concursos públicos (mediante verificação do edital);
- Provas de títulos (mediante verificação do edital);
- Seleções de mestrado e doutorado;
- E diversas outras necessidades. 

CALENDÁRIO
Em breve

INVESTIMENTO - Escolha a sua opção de pagamento
Inscrição / Matricula: R$ 120,00

1º Lote até 30 de janeiro de 2019 -
Feche o contrato agora e comece a pagar em Fevereiro de 2019.
  • 20x R$ 392,00 no cheque
  • 20x R$ 462,00 no boleto
----------------------------------------------------------------------

PROGRAMAS DE PAGAMENTO COM DESCONTO
Opção Á vista - 20% de bônus  
Opção 02 parcelas - 15% de bônus
Opção 06 parcelas - 10% de bônus
 
Vagas Limitadíssimas (20 vagas anuais)
Consulte a disponibilidade atual


GALERIA DE FOTOS - CLIQUE